quarta-feira, 14 de abril de 2010

História - Livro: Peppa

Peppa – Silvana Rando

Peppa nasceu assim: linda e cabeluda.
Bem no alto da cabeça, lá esteve ele!
Um chumaço de cabelo preto e volumoso.
Ah! Mas não era qualquer cabelo não...
Tratava-se do cabelo mais forte do universo! Resistente como fios de aço.
Graças a ele, Peppa era capaz de coisas incríveis!
O tempo foi passando, Peppa foi crescendo e seu cabelo também.
Ela adorava dias de ventania, dias de feira, brincar de cabo-de-guerra, e dias de mudança.
Mas detestava quando sua mãe cortava um fio de seu cabelo para fechar o pacote de biscoitos!
Um belo dia, Peppa andava pela rua quando de repente... OH! Na frente de um salão de beleza havia o seguinte cartaz:

TRATAMENTO INTENSIVO!
ALISAMOS E TRATAMOS QUALQUER TIPO DE CABELO, INCLUSIVE O SEU!
SATISTAÇÃO GARANTIDA OU SEU DINHEIRO DE VOLTA.

Ai, ai... Peppa mal dormiu naquela noite, pensando no cartaz. A foto não saía de sua cabeça.
Ficou imaginando como ficaria de cabelo macio e lisinho...
O dia amanheceu e Peppa estava determinada!
Pegou suas economias e foi correndo para o salão de beleza.
A cabeleireira, um pouco espantada, avisou que daria muito trabalho, mas era possível sim, obter um ótimo resultado.
E que trabalho! Foram dezesseis horas e quarenta e oito minutos.,
Ufa! Agora sim. Seu cabelo estava incrível!!
Ela mal podia acreditar...
Peppa saiu do salão com um enorme sorriso, uma enorme sacola de produtos para o cabelo e a parte chata da história: uma enorme lista de proibições!
É isso mesmo! Pra manter as madeixas lisinhas e reluzentes, Peppa estava proibida de:

- NADAR NA PISCINA
- ANDAR DE CAVALO
- ENTRAR NO MAR
- SALTAR DE PARAQUEDAS
- ANDAR DE MONTANHA-RUSSA
- ROLAR NA GRAMA
- TOMAR CHUVA
- TRANSPIRAR DEMAIS
- PULAR DEMAIS
- CORRER DEMAIS
-RIR DEMAIS
- ABRIR E FECHAR A PORTA DA GELADEIRA MAIS DE DEZ VEZES AO DIA...

Ai que pena...
Peppa mal mexia o pescoço.
Parecia mais uma múmia.
E tudo foi ficando muito chato...
Os dias de ventania, um transtorno.
A feira, um tédio.
A vida de Peppa já não era mais a mesma...
Então, o verão chegou com tudo!
Era um dia de muito calor, daqueles em que você é capaz de fritar um ovo no asfalto, de tão quente.
Peppa estava muito, mas muito irritada!
Era um calor que começava lá no dedão dos pés e subia até as orelhas.
Insuportável!
Peppa foi ficando cada vez mais vermelha, mais nervosa, e sentiu uma vontade louca de...
Sair correndo (gritando é claro), pulando e...
TCHIBUUUMMM!!!
Lá se foi o cabelão liso e sedoso de Peppa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário